Resenha: Eu Sou O Mensageiro

Olá!
Dia de resenha!
Cartas anônimas. É dessa forma que, realmente, começa a história do livro de hoje.
Mas antes de falar do livro, quero informar que, em breve, vai rolar sorteio aqui no Blog! \o/
E quando eu digo "em breve", é beem breve mesmo! Fiquem atentos.

Eu Sou O Mensageiro


Sinopse








Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788598078298
Nº de Páginas: 320
Ano: 2007


Ed Kennedy, 19 anos, é um jovem comum que trabalha como taxista. A vida nunca foi fácil para ele, após a morte do pai, só lhe sobraram seu cão, o Porteiro (louco por café), uma mãe rabugenta e o irmão, advogado. Ou, poderia dizer, só lhe sobrou o Porteiro. Sua mãe além de desprezá-lo, usando os mais variados palavrões, sempre o deixa à sombra do irmão.
Em seu tempo livre, Ed, joga cartas com amigos que são tão, ou até mais, fracassados do que ele. Entre eles está Audrey, sua melhor amiga, por quem ele é apaixonado.
Após impedir um assalto a banco, fica famoso na cidade e logo em seguida começa a receber cartas anônimas. Cada envelope contém apenas uma carta de baralho com algumas charadas, endereços e horários. Sem entender, e após ponderar se deveria ir ou não, Ed vai até os endereços nos horários especificados. A partir daí começa a vivenciar histórias que irão mudar sua vida.
Cada endereço se revela como uma missão. Cada missão com suas peculiaridades. Ed ainda não sabe como, mas sente que pode e deve ajudar a resolver os problemas das pessoas que encontra no caminho. Ele nem mesmo supõe que assim também estará se ajudando. Entre os endereços há uma senhora idosa que ainda espera por seu marido, morto há mais de 60 anos e uma jovem que apesar de treinar todos os dias  ainda não venceu nenhuma competição. E é de forma totalmente simples e, ao mesmo tempo, emocionante que Ed ajuda cada uma delas.

A primeira coisa que preciso dizer sobre o livro é que, sem sombra de dúvidas, é um dos meus favoritos! Acho que isso já resume algumas coisas, mas vamos lá.
Adorei a forma como foi escrito, em primeira pessoa. Há poucos dias disse que prefiro livros narrados em terceira pessoa, mas esse é escrito de forma tão diferente dos outros que ganhou minha afeição até nessa parte. A linguagem é coloquial deixando escapar, muitas vezes, até palavrões.
Ed é um cara tão gente boa que era ótimo "ouvir" o desenrolar da história pelo seu ponto de vista.
Falando do desenrolar da história, ele ocorre de forma bem tranquila. Apesar de ter seus momentos de mistério, este não é o foco do livro. Na verdade não saberia dizer se há um só tema em foco. O livro é comovente, engraçado, apaixonante, surpreendente! Só posso dizer que nos faz refletir.
Muitas vezes me identifiquei com o personagem, me vi pensando nas mesmas coisas que ele, como: "E aí, Ed, o que você fez de útil nesses 19 anos de vida?" Acho que todo jovem deve se pegar pensando nisso, às vezes.

Um dos personagens que mais gostei, além do Ed, foi o Porteiro. Que cachorrinho lindo e fedido ele deve ser! Está sempre por perto, principalmente se tiver uma boa xícara de café. Um dos amigos do Ed, o Marv, também é muito fácil de gostar. Com certeza todos o identificam como aquele amigo pão-duro e engraçado do grupo.
Não consigo pensar em nada de ruim para falar do livro. Li em pouquíssimo tempo, de tão envolvida que fiquei pela história. Não acho, como ouvi/li de algumas pessoas, que o livro seja "fraquinho", se comparado ao outro grande sucesso do autor, "A menina que roubava livros".
Na verdade, gosto mais deste do que do outro. Li "Eu sou o mensageiro" primeiro e, só então, busquei outras obras do autor. Inclusive, acho "A menina que roubava livros" bem mais complicado de se ler, principalmente no início. Mesmo assim, também gostei bastante.

Bom, um título desses não podia nos deixar sem mensagem nenhuma, não é? Pois é, e não deixa!
Acho que cada um tira para si algo de bom do livro, mas no geral, a mensagem que deve ser visível à todos é que é muito bom fazer o bem! Principalmente se for sem olhar a quem! :) (Trocadilho infeliz)



Este é mais um dos livros que estou louca para reler. Só preciso de mais tempo. Muito mais tempo!

Beijos e até! ^^

2 comentários:

  1. Adorei sua resenha Evelyn. Eu ainda não li este livro, mas ele foi resenhado lá no blog por minha prima que como você leu e adorou.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Vou lá ler a resenha no seu blog. ^^
      Bjs

      Excluir

Obrigada pela visita! Gostou? Me diga nos comentários!







Layout por A Design - Ilustração por Aline Fraenkel

Todos os direitos reservados ©