Resenha: Julieta Imortal

Hi people!

Hoje temos resenha de um livro que eu estava suuper ansiosa para ler.


Julieta Imortal

Sinopse - Julieta Imortal - Stacey Jay

Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela. 


Autor: Stacey Jay
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219572
Nº de Páginas: 240



 Julieta foi morta? Romeu é um assassino? Não exatamente. A história de amor que ficou tão famosa nas palavras de Shakespeare, não foi realmente como ele a contou. Para ter a imortalidade, Romeu decide entregar a vida de Julieta. Porém as coisas não são como ele esperava.
Julieta também se tornou imortal e dali em diante eles teriam que lutar em lados opostos. Ela deve proteger e ajudar as almas gêmeas, enquanto ele deve destruí-las. Após 700 anos algo está diferente e eles já não têm a mesma força de antes.

O que posso dizer? Tive muitas expectativas a respeito do livro, mas poucas foram supridas. O que o livro mais despertou em mim foi a vontade de ler Shakespeare.
Gostei da leitura e da história, mas achei meio adolescente demais.
Como Julieta, após 700 anos reencarnando, tem aquela mente juvenil? Acho que a autora pecou um pouco neste aspecto. Poderia ter contado um pouco das experiências anteriores, ou ao menos ter deixado a entender algumas mudanças (que deveriam ter acontecido) na personalidade de Julieta. Pois acho muito improvável após 7 séculos uma pessoa permanecer com a mesma mentalidade. (Claro, se fosse possível viver tanto tempo.)
Continuando na parte "teen" da história, acho que os personagens poderiam ser um pouquinho mais velhos porque vamos combinar, ajudar a unir jovens de 17 anos, mesmo sendo almas gêmeas, deve ser bem chato.
Me desculpem os adolescentes, mas eu já passei por essa época e sei bem como é.
Sei que muitas histórias de amor ocorrem nessa época e que muitos autores focam essa idade, mas costumo gostar mais quando os personagens são jovens adultos. Principalmente porque a história costuma ser mais real.

Ok, mas o livro é uma ficção Evelyn!
Sim, eu sei disso. Por isso já sabia que não deveria esperar tanto da parte romântica da história.
Mas ainda assim achei os personagens imaturos.

E o final é outro ponto que não me convenceu. Até que a parte de existir outra realidade ou mundos paralelos, é interessante. Mas eu sempre imaginei isso de forma diferente.

Ah, outra coisa que me chamou atenção foi que em alguns momentos da leitura eu vi certa semelhança com "A Hospedeira". Provavelmente por causa da reencarnação.

Enfim, acho que a leitura é válida apesar dos pesares.
Digam o que acham após a leitura.



Até +! ^^

4 comentários:

  1. Ainda não li esse livro... Parabéns pela resenha.
    Adorei seu blog!!!!!!!
    Muito lindooo...
    Sucesso com ele...
    Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Cleide!
      Sucesso pra vc também!

      Bjs. ^^

      Excluir
  2. Oi Evelyn, esse é o próximo livro que vou ler, só estou esperando chegar aqui em casa kkkk
    Bem, eu já vou começar a leitura com 0% de expectativa, pelos mesmos motivos que você citou eu estava esperando que ocorresse no livro (que eu ainda não li), você só me confirmou que iria acontecer.
    Bem, eu sinceramente espero que 0% de expectativa deixe o livro melhor kkkkkk

    Beijos ;)
    Ana - Chiado Carioca

    ResponderExcluir
  3. hehehehe
    Acho que é bom não começar com muitas expectativas mesmo.
    Assim é mais difícil se decepcionar!

    Depois que ler me conte o que achou.

    Bjos! ^^

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Gostou? Me diga nos comentários!







Layout por A Design - Ilustração por Aline Fraenkel

Todos os direitos reservados ©